Pesquisar este blog

sábado, 1 de janeiro de 2011

Sexy: caminho para a moda




Constantemente as pessoas me perguntam qual o o perfil de consumo que atrai mais pessoas, seja para o mercado da moda ou para o sucesso de público e crítica de uma coleção.
A pergunta é extremamente complexa de responder, e quando parte de uma pessoa que não tem muita visão nem entendimento sobre o assunto é ainda mais difícil , nesses casos acabo dando uma resposta simples e mudo de assunto. Mas quando vejo que estão realmente interessadas, tento ser esclarecedor.
Espero que apreciem o meu ponto de vista.
Para encontrar argumentos para satisfazer os anseios dos interessados, tive que ir muito além dos editoriais e passarelas... Resolvi então recorrer à artistas que atingiram o sucesso absoluto e são seguidos por gerações.
O maior exemplo para mim, sem dúvida é a rainha do POP: Madonna. Há quem torça o nariz, mas outros com certeza estarão in a upmoment lendo esta post, o que com certeza está acontecendo.
Essa constante aversão, e adoração ao se falar em M-A-D-N-N-A, consiste no paradoxo, que é o segredo do sucesso.
Acho que encontramos a chave da fama: Agradar e desagradar; ser amado por uns, odiado por outros...
A constante luta entre "o bem e o mal" é a base de muitas correntes filosóficas antigas (Ying-Yang, as ideias do Profeta Zoroastro... para citar algumas).
E como se alcança esse estado paradoxal?
Vejam um dos últimos trabalhos da cantora:


video

A atitude "foda-se, e daí" de Madonna transformou uma americana comum na cantora bem mais sucedida do século, não é exagero, vá em qualquer boteco de cidadezinha de interior e pergunte dela pra alguém...
Convenhamos ela dança muito bem e só.
Ela não tem a melhor voz, não é mais bonita...; mas é Sexy e extremamente auto-confiante.
Particularmente, pelo clip temos apenas uma pequena idéia, o forte dela são os shows.
Se acompanharmos sua trajetória veremos que noventa por cento do que Britney, Beyoncé, Pussycat dolls, Lady Gaga e afins fazem (com perdão dos fãs, eu também sou) são meras copias.
Quando me refiro à Madonna, não é simplesmente pelo fato dela ser inquestionavelmente um fashion icon, nem por ser disputada a tapa pelos estilistas mais influentes do mundo, muito "menos" por estrelar campanhas milionárias das principais grifes:



Domenico Dolce, Madonna e Estefano Gabbana


Figurino da última turnê, criado por Ricardo Tisci, da Givenchy


Campanha para Louis Vuitton









Campanha para o Dolce & Gabbana






Me ative a falar tanta coisa para dizer que no final das contas, ela é simplesmente: Madonna.
Sempre fez tudo sem pensar no que os outros vão dizer.
Essa é atitude que todas as roupas que criamos ou vestimos deve conter, mesmo que de forma subliminar, subjetiva; porque é isso que as pessoas estão buscando insistentemente: atitude.
todos no fundo queremos ser sexy e desejados pelos outros.

Portanto a lição deixada hoje é essa: abuse do Sexy Power.

Um comentário:

  1. ela super inovou e ainda inova.. acho que o sucesso dela esta no "é real"... por mais power que seja ela não é, ou pelo menos não parece ser, um produto de vendas e mrkt. Eu amo, ela e o a música dela. Da mesma forma creio que Lady Gaga tbm fica eterna por mostrar essa confiança de só que que sabe o que ta fazendo tem. Não gosto das musicas dela, mas a criatura Gaga é inovadora meeesmo. Penso que outras cantoras, tipo Beyoncé ou Rhiana fazem sucesso hj, mas com cinquentão serão esquecidas. Curti mto o post. Bjsss

    ResponderExcluir