Pesquisar este blog

Runway Style

domingo, 16 de janeiro de 2011

Acquastudio - inovação sempre, em tempos que estão cada vez mais difíceis de Inovar


Estou tão feliz com as semanas de moda brasileiras, finalmente nosso país parece ter encontrado uma identidade nacional fashion.

Vivemos na era da copiação, do comodismo , da falta de criatividade...
As pessoas são bombardeadas com um mar de informações, onde muitas se perdem e acabam não descobrindo mais quem são.

O importante, no frigir dos fatos é aprender a conviver com as diferenças mesmo que elas estejam dentro de nós.

Chic hoje é ser tudo e ao mesmo tempo nada....
Rsss... (momento cartomante, cheio de frases paradoxais e quase feitas).

Nessa post, queria destacar em especial a Acquastudio.
A um ano e meio a estilista Esther Bauman, que a vinte cinco anos atrás abandonou a psicologia para entrar no negócio da moda, retomou as rédeas da grife.
Visionária, a empresária percebeu a carência do mercado de roupas de festa para adolescentes, e ao contrário de todas as outras marcas do segmento, suas criações nunca tiveram cara de roupa recem saída do jardim de infância; ao contrário, esbanjam cratividade.

Em 2005 veio o convite para a Grife paulista participar do Evento da moda carioca mais importante: o Fashion Rio.
Os primeiros Desfiles estiveram sob a coordenação criativa de Gisele Nasser e depois de Wilson Ranieri que embora tenham feito um bom trabalho, não foram capazes de alcançar a projeção que Ester alcançou a partir de seu retorno.

Look da ACQUASTUDIO abrindo matéria sobre Alto Luxo.

Linha comercial da Acquastudio:



Confira um dos inúmeros looks publicados da ACQUASTUDIO.


Em novembro do ano passado, a ACQUASTUDIO, participou do Mondial Performace 2010, realizada pela Intercoiffure Mundial, a associação internacional de mestres cabeleireiros, que aconteceu em Paris.

A convite da Intercoiffure Brasil, a estilista Esther Bauman levou seus vestidos desfilados no Verão.2011 do Fashion Rio para o show Lumière, com direção artística dos hairstylists Mauricio Pina e Manno Escobar.

As cores e geometricas tão usados pelos profissionais do show, tanto nos cabelos quanto nas maquiagens, conversaram perfeitamente com o neon e as formas da ACQUASTUDIO.

Estamos muito felizes com a parceria.

Abaixo, confira fotos do evento e do backstage.

.


Sei que é muito cômodo falar de uma grife em plena ascensão...

Mas faço questão de mostrar não para aqueles que gostam de moda, mas para aqueles que a criticam, acham que é coisa de gente fresca... futilidade.

Moda é pesquisa, estudo, cultura, sensibilidade, é entender como o outro quer e vais se sentir.

Coisas que são raras nesse infeliz mundo em que vivemos.

Felizmente a moda, assim como nós, também precisa de críticas para sobreviver.

Qualquer ciosa só tem real importância quando começa a ser criticada, insignificâncias não são dignas de comentários.

E até quem se diz aversivo à moda se enquadra em um perfil de estilo e de consumo. Não tem como fugir darling!

Revista Melissa#4


A edição desse Fashion Rio foi inevitavelmente perfeita, sem exageros.

Styling: Davi Ramos e Flavia Pommianosky

Beleza: Robert Estevão

Trilha: Zé Pedro

Tema: Fragilidade da natureza humana e a arquitetura urbana das grandes metrópoles.

Cartela de cores: Camelo, preto, cinza, prata e branco gelo.

Formas: Shapes inusitados, muitos exercícios arquitetônicos, mangas amplas, bordados e nervuras tridimensionais.

Tecidos: Lã, organza, teares com tramas quadriculadas, bordados.

Acessórios: Mocassim de lã com solados de borracha criados por Fernando Pires e uma delicada luvinha em versões preto e branco.

Highlights: O destaque fica por conta dos tops bordados do início do desfile. A trilha também é boa, com covers de músicas como “Rocket Man” e "Your Song" (Elton John), “Ashes to Ashes” e “Let's Dance” (David Bowie).

video



segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Para as Vovós....

Sempre me pedem dicas de roupas para mulheres com mais de sessenta anos.
Moda para senhoras é um ramo que está em ascensão.
Aproveitei a oportunidade e desenhei uma roupa para uma tia minha ir à uma recepção:


Como podem perceber a composição do look é bem simples.
Mas em certas ocasiões, menos é sempre mais.
Consiste em um conjunto básico de prada preto sem mangas, sobreposto com uma blusa "asa de morcego" de organza, feita com acabamento de viés prata para alongar o corpo.
Aconselhei que opitace por acessórios de tons fortes para quebrar a monotonia.

Amanhã começa o Fashion Rio, aguardem o cenas do próximo capítulo....


sábado, 8 de janeiro de 2011

Galliano's eclecticism

A nova linha de Galliano vem com a proposta de uma espécie de neohippies.
Esse é o no jeito de ser da galera alternativa.
A moda finalmente conseguiu traduzir o sentimento escapista das novas gerações que é constantemente mal interpretado por fashionistas iniciantes.
Não tenho muito o que comentar, olhem as fotos e vejam se conseguem interpretar ou quem sabe aderir.
Ser um hippie do asfalto é uma coisa que parte de dentro para fora e não o contrário, aderir por simples modismo, pode parecer forçado demais, o que é abominável para quem te senso de estilo.
Tá dada a dica.

galliano spring 2011



Vejam que a proposta agrada desde os mais rebeldes do rockt style, passa pelos inconfundíveis colored rokers e chega aos low profiles e alternativos.










Se prestarmos alguma atenção veremos que nas entrelinhas dessa proposta estão todas as últimas tendências: pegada militar, destroied, boudoir, tons pasteis... só que de um uma maneira mas descompromissada.






Vejam que não é preciso abrir mão do salto alto. Seja qual for o estilo eles estão dentro, porque acima de tudo, elegância e poder nunca saem a passeio.

Os looks acima foram na minha opinião os melhores... Têm uma pegada noturna e sexy.
















É impossível deixar de gostar.
São os looks comerciais mais perfeitos da temporada Spring/Summer .

I love this

sábado, 1 de janeiro de 2011

Sexy: caminho para a moda




Constantemente as pessoas me perguntam qual o o perfil de consumo que atrai mais pessoas, seja para o mercado da moda ou para o sucesso de público e crítica de uma coleção.
A pergunta é extremamente complexa de responder, e quando parte de uma pessoa que não tem muita visão nem entendimento sobre o assunto é ainda mais difícil , nesses casos acabo dando uma resposta simples e mudo de assunto. Mas quando vejo que estão realmente interessadas, tento ser esclarecedor.
Espero que apreciem o meu ponto de vista.
Para encontrar argumentos para satisfazer os anseios dos interessados, tive que ir muito além dos editoriais e passarelas... Resolvi então recorrer à artistas que atingiram o sucesso absoluto e são seguidos por gerações.
O maior exemplo para mim, sem dúvida é a rainha do POP: Madonna. Há quem torça o nariz, mas outros com certeza estarão in a upmoment lendo esta post, o que com certeza está acontecendo.
Essa constante aversão, e adoração ao se falar em M-A-D-N-N-A, consiste no paradoxo, que é o segredo do sucesso.
Acho que encontramos a chave da fama: Agradar e desagradar; ser amado por uns, odiado por outros...
A constante luta entre "o bem e o mal" é a base de muitas correntes filosóficas antigas (Ying-Yang, as ideias do Profeta Zoroastro... para citar algumas).
E como se alcança esse estado paradoxal?
Vejam um dos últimos trabalhos da cantora:


video

A atitude "foda-se, e daí" de Madonna transformou uma americana comum na cantora bem mais sucedida do século, não é exagero, vá em qualquer boteco de cidadezinha de interior e pergunte dela pra alguém...
Convenhamos ela dança muito bem e só.
Ela não tem a melhor voz, não é mais bonita...; mas é Sexy e extremamente auto-confiante.
Particularmente, pelo clip temos apenas uma pequena idéia, o forte dela são os shows.
Se acompanharmos sua trajetória veremos que noventa por cento do que Britney, Beyoncé, Pussycat dolls, Lady Gaga e afins fazem (com perdão dos fãs, eu também sou) são meras copias.
Quando me refiro à Madonna, não é simplesmente pelo fato dela ser inquestionavelmente um fashion icon, nem por ser disputada a tapa pelos estilistas mais influentes do mundo, muito "menos" por estrelar campanhas milionárias das principais grifes:



Domenico Dolce, Madonna e Estefano Gabbana


Figurino da última turnê, criado por Ricardo Tisci, da Givenchy


Campanha para Louis Vuitton









Campanha para o Dolce & Gabbana






Me ative a falar tanta coisa para dizer que no final das contas, ela é simplesmente: Madonna.
Sempre fez tudo sem pensar no que os outros vão dizer.
Essa é atitude que todas as roupas que criamos ou vestimos deve conter, mesmo que de forma subliminar, subjetiva; porque é isso que as pessoas estão buscando insistentemente: atitude.
todos no fundo queremos ser sexy e desejados pelos outros.

Portanto a lição deixada hoje é essa: abuse do Sexy Power.